segunda-feira, 1 de Março de 2010

O andar da carruagem (ou da Arca de Noé)

Vamos lá à transparência.
Neste caso pega-se nuns porquinhos e pintos e juntamo-nos todos num coro que, sem menosprezar ou tirar qualquer encanto, ultrapassa com distância e distinção o de Santo Amaro de Oeiras. Nem que seja em riqueza onomatopeica.
oinc oinc piu piu dóooooooooooooo, começamos todos juntos.
Mas logo se destaca o porco:
“Vamos grunhindo com alma,
Para a falta de assinatura,
Mais uma semana com calma…
We wish you a merry Christmas!”

O quê?! Calma porquinho, que estamos em plena actuação! Passem os pintos para a frente enquanto descansas desse delírio tão típico dos cantores de coro.

“Nós já temos a ração,
Só esperamos o transporte,
Chapa, machimbombo, biciclete
Faremos a revolução!”

Revolução?! Mas este Rap da “biciclete” tem que acabar já aqui! Puxo dos meus galões de ser humano e atiro-me por cima de todos num belo salto encarpado:
(braço direito a apontar para os porcos)
“O passo seguinte essencial,
Que por uma assinatura se conquista,
Seria tão natural,
Não fosse morrer o motorista,
De uma pessoa fulcral,
O Director Distrital!

(braço esquerdo para os pintos)
E vocês, meus cantores de intervenção,
Já têm pronta a capoeira,
Vão fazendo as vossas malas,
Porque chegam na sexta-feira!”

Todos (eu, pintos e porcos):
"O-BRI-GA-DOOOOOOO!"
E cai o pano do palco.

(numa seriedade seríssima agora, que todo este assunto assim pede: só falta mesmo a assinatura do Director Distrital da Educação para podermos comprar os porquinhos e levá-los para a Escola, suponho que para a semana o processo siga mais célere. A morte do Sr. motorista é mesmo verdade e o director teve que deixar vários assuntos pendentes;
Com os pintos tudo bem. Devem chegar na próxima sexta-feira. E já está tudo preparado para os receber com pompa e circunstância,
Mais projectos vêm a caminho, é só… seguirem com atenção.)

Obrigada!

8 comentários:

  1. Os pintos chegam sexta feira???.... Tão rápido.
    Yuppppi...!!!
    Coitado do Sr Motorista.

    ResponderEliminar
  2. Ahahahahahahah, ehehehehehehehe
    Fartei-me de rir! Imagino na perfeição
    esse coro. Imagino as cores e os sons esganiçados. Tu, qual maestrina tentando comandar o grupo, mas exemplificando com
    grandes gestos, saltos e pivots!!!
    Que bom fazeres-me rir.
    Mãe

    ResponderEliminar
  3. LOL, LOL, LOL
    venham os pintos e a assinatura em falta, a maestra está pronta e os espectadores (nós) também...
    Beijos
    Magda

    ResponderEliminar
  4. Bjs para ti.
    Para cantar não sirvo!
    Mas posso bater palmas.
    Didi

    ResponderEliminar
  5. Céu:
    Previsto chegarem sexta!!!
    Aqui a morte é algo com que se lida diariamente. Não me vou habituar mas não posso fugir a isso...
    Muitos beijos

    Mãe:
    Já sabes que sou uma exagerada. Não consigo evitar! E depois caio num continente que entende os meus exageros...
    (também consigo imaginar as tuas gargalhadas!)

    Magda:
    Vocês não são os espectadores são parte integrante da acção!!
    Muitos beijinhos. Vou continuando a dizer como corre.

    Didi:
    Siiiiimmmmm, não queremos que cantes! Se eu já falhei o último elemento do último aparelho para não cantares o hino... eheheh!
    (mentira... nunca falharia de propósito por nada, como sabes!)
    Mas a bater palmas és a maior! Porque ouvido toda a gente sabe que tens, quando reproduzes é que... (eh pá! fiquei com saudades de rir contigo!)
    Muitos beijos

    ResponderEliminar
  6. Lá vai o pinto, pata aqui, pata acolá,
    piu,piu
    Lá vai o porco para ver o que é que dá,
    oinc, oinc
    Felizmente as tuas mensagens não são acompanhadas de som, dando liberdade total à nossa imaginação.
    "Cheira-me" que a cantar não terás o mesmo encanto da escrita, mas de certo que cantas com muito humor.
    Cá chove, chove e chove. O que vale é que sempre que venho ao teu blog os raios de luz (tens o efeito do sol)acabam sempre por me animar.
    Até breve
    Manel

    ResponderEliminar
  7. Manel:
    Belas rimas!!!
    Sim, penso que o dom do canto se foi perdendo ao longo das gerações. Se um avô canta bem, já se vão perder algumas notas para o pai e a filha, que sou eu, fica apenas com um dó sustenido, às vezes maior outras menor, mas sempre cheio de convicção!
    Obrigada, Manel! Não calculas como é bom ler-te!
    Beijão

    ResponderEliminar
  8. Ao vivo! Deu para imaginar tudo, com cores e sons! Fiquei a rir-me como se riem as pessoas daí. encheste de sol este dia de chuva.

    ResponderEliminar